ALC Guindastes - Locação de Munck e Guindaste em SC

O que é plano rigging?

O que é plano rigging?
14
março

Relembrando…

No último artigo que vimos, especifiquei sobre os erros cometidos nas operações que resultam para os Guindastes Tombarem. Por isso neste, vou explicar um pouco sobre o plano ou estudo de rigging que por sua vez tem o objetivo de prevenir estes erros e evitar riscos desnecessários.

Acompanhe, e boa leitura!

Estudo de Rigging

A defnição de Estudo de Rigging está presente no Anexo XII na norma regulamentadora do Ministério do Trabalho NR12. Nela é descrito todas as condições necessárias como planejamento e layout da operação, estudo do fator climático, escolha de máquinas e equipamentos, estudo do terreno, entre outros, tudo para minimizar a possibilidade de acidentes. Irei apresentar alguns pontos específicos:

1 – Análise Prévio (Planejamento):

O estudo de rigging poderá ser feito somente por um profissional habilitado para a tal operação (denominado Rigger). Antes de começar o profissional deve coletar informações básicas da operação no local para formular o plano em seu programa. Para auxiliar o Rigger temos os os Supervisores de Rigging que lidera a operação e o Sinaleiro que está em contato com o operador do guindaste, para seu auxílio.

Após ete procedimento o rigger calcula a melhor maneira para realizar o serviço considerando fatores como segurança, agilidade e custo benefício. Alguns dos itens analisados estão listados abaixo:

2- Itens:

Desenhos técnicos para mostrar visualmente uma prévia do que será a operação.

Condições Naturais como o fator climático (ventos) da região.

Estudo específico da carga içada (volume, peso, dimensões, distribuição de peso, fragilidade). Também a resistencia que a carga oferece.

Adequação com o melhor equipamento para realizar o serviço e definições do guindaste.

Detalhamento para a configuração do guindaste, a quantidade de contra-peso, moitões, quantidade de lança, uso de jib ou mini jib, raio de operação, posição do guindaste e da peça, a porcentagem de folga de segurança.

Verificar a estabilidade do terreno, onde podem ser mal aterradas ou com galerias de esgoto.

Verificar a quantidade necessária de pessoas para a operação como ajudantes, sinaleiros, surpevisores de rigger, entre outros.

Equipamentos auxiliares para a movimentação, como por exemplo a necessidade de equipamentos para remoção técnica.

Os tipos e quantidade necessária de equipamentos de amarração (como manilhas cintas e balancins).

Também deve-se levar em conta a sinalização no local da operação e para o operador de guindaste, que deve ser somente feita por um profissional habilitado e certificado.

3 – Conclusão:

Sem dúvidas, para realizar um projeto ou serviço com a maior segurança possível é indispensável um bom plano de Rigging realizado por um bom profissional. Aqui neste artigo podemos observar um pouco de como funciona o trabalho de um profissional rigger e o que consiste um plnejamento de rigging.

Curtam, compartilhem e comentem sobre o que vocês estao achando dos artigos! Para cada vez mais melhorarmos os contúdos!

Busca

Categorias

Serviços

Novidades

Informações